ARPILLERAS, BORDANDO A RESISTÊNCIA

(25 de setembro - 25 de outubro de 2015)

A exposição é dividida em duas mostras:

 

Arpilleras Dialogantes traz 12 peças da coleção internacional Conflict Textiles, que reúne histórias de pobreza, repressão policial, desaparecimentos políticos, encarceramento, imigração, minas terrestres ou lutas indígenas.


Atingidas por Barragens: Costurando os Direitos Humanos reúne 25 bordados sobre violações de direitos humanos confeccionados por atingidas por barragens das cinco regiões do Brasil, por meio de oficinas realizadas pelo Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB).

arpilleras3.jpg

​ATIVIDADES REALIZADAS

  • Ato de Abertura com atividades culturais

  • Seminário Mulheres em Luta, com 70 mulheres.

  • Seminário Costurando os Direitos Humanos, 70 representantes de movimentos sociais, ONGs e outras OSC.

  • Seminário sobre o Modelo Energético Brasileiro, com um público de 150 pessoas.

  • Ato de encerramento.

  • 3 Cine Debates no Cineclube Latinoamericano

  • 5 oficinas de Arpilleras com um público total de 200 pessoas.

  • Visitas Guiadas Com varias Escolas Públicas.

7ead76_97f05d6857d34590a8b1d30cff7b3bb0.
press to zoom
expo arpilleras 3
press to zoom
expo foto
press to zoom
expo arpilleras
press to zoom
cueca chile
press to zoom
expo foto
press to zoom
debate
press to zoom
arpilleras_download20
press to zoom
7ead76_7db2ada72aa24e8aa0b58620b4624fd9-mv2_d_4227_2178_s_2
press to zoom
7ead76_bb8aa701918249bdbc2b9f0de62c8d53-mv1
press to zoom
7ead76_0577c3c3cdbd40409ee170e0570ec2b6-mv1
press to zoom
7ead76_695c517ba5994f90a9e81c0f5648a3f7
press to zoom
1/1

ARPILLERAS DA RESISTÊNCIA POLÍTICA CHILENA

(22 de MARÇO - 25 de JUNHO DE 2012)

Título 2

arpilleras-da-resistencia-politica-chile

O projeto “Exposiçao Arpilleras da Resistência Chilena”, contemplado pelo edital Marcas de Memoria patrocinado pela Comissao da anistia MJ, consiste na produção e circulação pelo Brasil da Exposição Arpilleras da Resistência Política Chilena, realizando 05 (cinco) exposições gratuitas, com oficinas e debates, em cinco capitais brasileiras: Brasília-DF, Belo Horizonte-MG, Rio de Janeiro-RJ, Curitiba-PR e Porto Alegre-RJ, entre Janeiro e Julho de 2012.

Dentro da programação de cada exposição, realizamos oficinas de arpilleras, debates com o público, contando com a presença de parceiros locais, indicados e convidados pelo Núcleo Memória e pela Comissão de Anistia.

Para mais informação acesse o blog do projeto:

https://arpillerasdaresistencia.wordpress.com/